Mulher desaparece após forte temporal em Juiz de Fora
Banner
 
Banner
Mulher desaparece após forte temporal em Juiz de Fora

  O Corpo de Bombeiros retornou as buscas na quarta-feira (26), pela mulher que desapareceu durante a forte chuva que atingiu Juiz de Fora nesta segunda (24).

  De acordo com populares, a mulher dirigia na Rua Diva Garcia quando a força da água fez o carro cair no córrego do Yung, na divisa dos Bairros Bom Jardim e Linhares. Familiares disseram que a mulher tem 41 anos e voltava do trabalho voluntário em um clínica de reabilitação de dependentes químicos.

   Familiares reconheceram o carro localizado em um banco de areia no Rio Paraibuna, perto da ponte da Rua Benjamin Constant, como sendo o da mulher. Não foi encontrado ninguém no veículo. De acordo com os Bombeiros, o carro é semelhante ao da vítima, mas ainda não houve a confirmação oficial porque o automóvel ficou destruído.

   Segundo os Bombeiros, três equipes trabalharam nas buscas nesta terça: duas na parte da manhã vistoriaram a galeria do córrego do Yung e parte do Rio Paraibuna. Outra equipe durante a tarde seguiu a correnteza do Rio.

  Outras equipes continuaram realizando vistorias relativas às quedas de árvore. Os casos onde já era possível cortar, o serviço foi feito, segundo a assessoria.

 

  Danos causados pela chuva

   De acordo com o mais recente balanço divulgado pela Defesa Civil, foram 19 chamados nesta terça (25) que se somaram aos 13 registrados na segunda (24), relativos à queda de muro de divisa, deslizamento e alagamento. A maioria foi para as regiões leste e nordeste da cidade.

  Duas famílias estão desalojadas e foram para casa de parentes após deslizamentos de barrancos nos bairros São Tarcísio e Santa Rita.

  No Bairro Vitorino Braga, moradores e comerciantes realizaram limpeza e contabilizaram os prejuízos nesta terça. De manhã, caminhões do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (Demlurb) e da Companhia de Saneamento Municipal (Cesama) foram deslocados para o bairro para limpeza e desobstrução das vias.

   Segundo a Prefeitura, no final da tarde desta terça, os engenheiros da Defesa Civil saíram para vistoriar áreas atingidas nos Bairros Linhares, Santa Luzia, Marumbi, Progresso, Parque Guarani e Granjas Bethânia.

   Houve limpeza em vias do Centro da cidade, como na Avenida dos Andradas, na Rua Floriano Peixoto e no Mergulhão. As equipes da Defesa Civil estão em constante monitoramento para checar se há novas áreas necessitando de atendimento. Em caso de risco, a Defesa Civil deve ser acionada imediatamente através do telefone 199.

  Há vários pontos da cidade sem energia elétrica. A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) informou que os trabalhos para restabelecer o serviço nesses locais devem seguir até quarta (26). O número de pessoas afetadas não foi divulgado.

G1/Zona da Mata

 

 
Banner
 
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner